SÍNDROME DO CÓLON IRRITÁVEL (CÓLON ESPÁSTICO)


Atualmente muito se tem discutido sobre patologias relacionadas ao stresse diário, uma das vilãs, chama-se Síndrome do Cólon Irritável, ou SII como é chamada entre os profissionais de saúde.

Nosso intestino tem a função de metabolizar todos os alimentos por nós consumidos e também a absorção de nutrientes necessários a manutenção da saúde. Há quem diga que o intestino grosso é o nosso segundo cérebro, pois se o mesmo não funcionar adequadamente, poderemos sofrer com as consequencias disso.

Ainda não se pode identificar a causa desta síndrome, dizem os pesquisadores. Porém após muitas pesquisas sobre o assunto, acredita-se que a mesma tem ligação com aspectos emocionais do indivíduo afetado, como: um trauma emocional com perda de entes queridos ou doença na família, crise de ansiedade generalizada e síndrome do pânico.

Os sintomas que mais comumente encontrados são:

– Aumento das contrações intestinais (espasmo)

– Alterações no ritmo intestinal, alternando com períodos de diarreia e/ou constipação;

– Dores abdominais tipo cólicas, abaixo da costela inferior direita e ou esquerda; que se confundem com problemas de vesícula biliar ou fígado;

– Excesso de gases intestinais,

– Abdome inchado e timpânico;

– Taquicardia e/ou arritmias cardíacas, devido o excesso de gases comprimirem o diafragma;

– Dores musculares e articulares, desencadeando início de fibromialgia.

Apesar desses sintomas serem muito incômodos para os portadores de tal patologia, após a realização de exames como: Endoscopia digestiva, ultrassom de abdome e às vezes até colonoscopia, os resultados sempre acusam normalidade.

A qualidade de vida pode ser afetada, devido a recorrência das crises, após entrarem em contato com situações desencadeantes.  As pessoas que sofrem da SII, devem evitar:

– Alimentos que causam excesso de gazes intestinais como: repolho, feijão, cebola, alho, brócolis, ovos, etc…

– Bebidas gazeificadas: refrigerantes, cervejas, água com gáz etc…

– Produtos derivados do leite como: queijos amarelos, coalhadas, etc…

– Situações que causam estresse.

O indivíduo devera optar por dietas ricas em fibra, como: pão integral, ameixa, maçã, banana, abacaxi. Sucos de frutas e de babosa. Arroz integral, e também a utilização de alimentos probióticos, leite fermentado dentre outros. Prefira leite de soja.

O tratamento da SII, é feito a partir dos dados clínicos fornecidos ao médico, sempre um Gastroenterologista, o qual irá indicar a realização de exames de diagnóstico, e por fim  receitar medicamentos para alívio dos sintomas.

É importante a mudança no estilo de vida, como procurar um ambiente de trabalho tranquilo, realizar terapias alternativas e a prática de exercícios físicos já comprovaram que melhoram muito a qualidade de vida da população acometida por essa patologia.

Fonte : www.gastronet.com.br

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


6 × nine =

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>