O Monge e o Executivo

O Monge e o ExecutivoHá pessoas que acreditam ter total conhecimento sobre como liderar a própria vida e a de outros. Lendo o livro “O Monge e o Executivo”, do autor James C. Huner, é possível perceber como é fácil se equivocar com tal afirmação.

No livro, conceitos sobre liderança são apresentados através de um curso realizado em um mosteiro, no qual o personagem central é convidado a participar após um pequeno erro em seu departamento na empresa onde trabalha.

Tendo esse curso como base, o autor discorre como a liderança é construída e em que ela se baseia. Ele afirma que a autoridade compõe a liderança e quebra paradigmas dizendo que a autoridade é obtida a partir do respeito mútuo entre chefe e empregados e não a partir do medo. Conceitos como: o amor, o respeito e o “saber ouvir” fazem com que o leitor repense suas atitudes pessoais.

As idéias de James C. Hunter podem ser adaptadas para não somente as relações profissionais, mas como também, para as relações familiares.

A obra “O Monge e o Executivo” permite a cada leitor a oportunidade de rever seus próprios conceitos de liderança e relacionamento com outras pessoas.

Comments

  1. says

    Olá Diana!

    Muito bom o resumo do livro e esclarece bem o valor de um líder, que é como um dos textos ao qual falo sobre este assunto em meu site. Uma boa explanação a qual suscita a vontade de ler o livro, tornando-o e despertando o interesse pela leitura proposta. Se quiser faça uma visita no link abaixo para ler sobre o que penso a respeito do Valor do Líder, no meu modo de entender, complementa a sua indicação. Sucesso na sua carreira irradiando o seu sol interior!
    O Valor do Líder

    Um abraço,
    “Todo o Conhecimento é Luz que Inspira a Alma” -*Vera Luz*-

  2. adilson pimenta says

    Sem dúvidas, o Moonge e o Executivo, é uma obra q tem o “dedo de Deus”. Ensina ao leitor que liderança é diferente do poder imposto pela força, mas é consequente da autoridade. E aí, de todo modo vamos encontrar o “lider absoluto”, principalmente no entendimento e encarrnação de que “o amor é o que o amor faz”. Os ensinamentos não objetivam o ser “chefe e mandar”, mas uma harmonização interior que sempre permitirá o indivíduo desenvolver sua espiritualidade e sua consciencia de si mesmo projetando esta harmonia aos seus relacionamentos familiares e sociais. Enfim o “amar ao próximo como a si mesmo”. Verdadeiro “livro de cabeceira”!

  3. Júnior says

    por que vcs não colocam o resumo do capitulo 5?
    mais eu adorei este livro, estou fazendo um trabalho sobre ele, é ótimo, mais o meu trabalho é sobre o capiluto 5…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


3 + oito =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>