Pensamentos

Como eu venci a depressão!!

Tive depressão por diversos motivos e como engravidei fiquei todo o tempo gestacional e de amamentação sem tomar a medicação que me foi passada, terminando numa depressão pós- parto também! Enfim a amamentação acabou e eu voltei a tomar meus remedios, mas não sentia uma melhora verdadeira! Sentia que não me deixava piorar e como quando ficava sem por algum motivo a agressividade e tristeza eram enormes, não ousava parar!

E assim foi, por mais 3 anos após meu parto, sem mais ter ânimo para trabalhar, estudar nem nada… sempre com altos e baixos, mas tendo a certeza que mais importante do que tomar ou não remédio era eu ficar bem… e isso digo a todos…

Mas a um ano atras, minha entiada que amo como filha, me chamou para fazer academia com ela, logo eu que nunca tive vontade nenhuma de me exercitar, e nesse momento sem ânimo para nada, mas ao mesmo tempo cansada desse ciclo vicioso horrivel em que me meti, eu fui…mais para desfrutar de uma boa compania e para ver no que dava do que qualquer coisa.

Mas lá tudo começou a mudar! Eu, por incrível que pareça, comecei a gostar! E sentir um prazer que não tinha em mais nada naquele momento…

As pessoas (ah quanto tempo eu não conhecia pessoas!), as risadas, os exercícios, uma exaustão extremamente reconfortante e que começou a me fazer um bem tremendo! Sem contar que quando estava me exercitando eu era obrigada a me concentrar na sequencia de exercícios, o que não me permitia pensar em mais nada (problemas) naquele momento.. o que era o máximo para alguém que não conseguia se desligar nem um minuto! Alguns minutos de liberdade que a muito não sentia. E eu passei a ir mais vezes, e eu que era quase arrastada no começo passei a ir todos os dias e as vezes mais de uma vez por dia…

Pesquisando sobre o que sentia descobri que tudo isso é uma realidade! É cientificamente provado que a produção de serotonina é imensa em momentos de esforço fisico o que é fundamental para essa sensação.

Com alguns meses nessa nova rotina, onde ao inves de dormir, eu ia para academia, eu comecei a conseguir pensar com mais clareza, e em um dia desses “baixos” que me referí, eu disse a meu irmão que era ago físico o que sentia, era falta de lago que meu corpo não produzia e por isso ficava mal emocionalmente. E ele me disse que na verdade era o meu emocional que me fazia adoecer fisicamente e não o contrário… Isso me acendeu uma luz! Me fes perceber que na verdade eu poderia mudar aquela realidade se na minha alma, mentem, sentimentos eu quisesse, que eu não era escrava de uma condição física, mas sim meu físico estava sendo escravdo de uma mente entregue e conformada!

Começou alí a ultima etapa de um processo que terminaria na minha alta completa dessa doença terrível!

Não digo que todos se curarão como foi comigo e nem aconselho ninguém a largar medicação por conta propria nem nada do tipo, afinal como disse antes o mais importante é estar bem… com ou sem remédios… mas sei que esse artigo pode ser para você, como essa experiência foi para mim, a luz no fim do túnel, a chave que faltava para abrir a porta de sua cura.

Como evangélica que sou, agradeço acima de tudo a Deus qe me ajudou em tudo isso e tem em ajudado, nesse mais de um ano, livre de tudo isso, mas sei que se não tivesse dado ouvidos aos sinais e dicas que ele gentilmente colocou em meu caminho provavelmente eu não estaria como estou hoje.

Espero que este seja para você também um novo começo e o impulso que faltava… ainda existe muita vida e liberdade para você… como eu descobri, você pode mudar tudo isso. Te encontro entre o rol de vencedores!

 

A BIBLIA,E O ATIVISMO GAY

OLA,CAROS LEITORES,ESTAMOS VIVENDO TEMPOS EM QUE A RELAÇAO ENTRE ,SOCIEDADE,CRISTIANISMO,E NOVOS GRUPOS (COMO O ATIVISMO GAY )CADA VEZ MAIS TEM SIDO NOTICIA EM NOSSO DIA A DIA.MAS VAMOS MAS A FUNDO NESSA RELAÇAO CONTURBADA E VAMOS PENSAR UM POUCO SOBRE O PORQUE TANTO ALARDE .

BOM, OQUE TODO AQUELE QUE LE A BIBLIA SABE E MUITOS DO RESTO DA SOCIEDADE NAO SABEM É QUE A “PALAVRA”(BIBLIA) DE DEUS SE COLOCA CONTRARIA A QUALQUER ATO HOMOSSEXUAL ,CLASIFICANDO TAIS ATOS COMO ABOMINAÇOES DENTRE OUTROS NOMES SEGUE ALGUNS TRECHOS EM QUE A PALAVRA DE DEUS FALA SOBRE TAIS ATOS:

-Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é
Levítico 18:22

-Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles
Levítico 20:13

MAS MESMO A BIBLIA SENDO CLARA SOBRE TAIS ATIVIDADES ALGUNS DA SOCIEDADE COLOCAM A EXPRESSAO BIBLICA  COMO PRECONCEITO E O TERMO DO MOMENTO”HOMOFOBIA”MAS NAO SAO SIMPLESMENTE OS CRISTAO QUE DIZEM QUE O HOMOSSEXUALISMO É ERRADO,É A PROPIA BIBLIA.

MAS VEM LOGO DEPOIS O ATIVISMO GAY ,COLOCANDO A SOCIEDADE CONTRA A PALAVRA E CONTRA O PROPIO DEUS !! NAO SE ENGANEM ,DEUS É AMOR ,MAS TAMBEM É JUSTIÇA !A SUA PALAVRA DIZ QUE DEVEMOS NOS AMAR UNS AOS OUTROS  ,SENDO GAYS,OU NAO,MAS ÉLA TAMBEM NOS DIZ:

Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.

1 Coríntios 6:10-11

NA SE ENGANEM,DEUS NAO ENSINOU O ÓDIO ,MAS NOS LEVOU A TEMER A SUA JUSTIÇA

 

O que os dedos digitam os olhos não vêem

Essa evolução tecnológica em que vivemos em que dia após dia vemos surgir em fronte de nossos olhos novos aparelhos, redes sociais, sistemas operacionais e tudo mais. As pessoas têm perdido o contato olho no olho, e se deixado levar por essa leva tecnológica, acreditando em relacionamentos utópicos, onde a um amor recíproco, mesmo sem nunca ter visto a pessoa, um amor eterno nunca sentindo antes, e uma confiança muitas vezes exagerada. Por isso tem se tornando cada vez mais comum nos depararmos com noticias de pessoas sendo assassinadas, assaltadas e violentadas de muitas maneiras, envolvendo a internet. Claro que como todo ser humano vivendo no século XXI, faço uso diário da internet, inclusive de rede sociais, pois estamos em uma era que não ter uma vida social online é o mesmo que viver em  outro planeta, não sou hipócrita a ponto de falar que não utilizo de internet e redes sociais. Mas voltado ao assunto principal, às pessoas tem se esquecido dos riscos que correm tanto na vida real quanto na vida online, passado a amar sem tocar, beijar, ouvir a voz da pessoa amada. Mas o pior problema enfrentado são as desilusões quando por alguma maneira descobrem que a pessoa não é o que diz ser, um programa da MTV americana mostra isso claramente o CatFish, onde Max o apresentador passou uma experiência traumática como essa, e depois de superado ele decidiu criar um programa onde ele levava as pessoas para conhecer a pessoa amada. E sinceramente pode se dizer que todos os episódios que eu assisti não vi nenhum dando certo e acabando e um lindo jantar romântico, claro posso estar exagerando por não ter visto todos os episódios, mas digo a maioria que vi uma das partes tinha algum segredo, que obviamente não foi contado pela internet. O que quero ressaltar aqui é que confiar demais online pode trazer riscos a vida e feridas que nunca serão fechadas ou esquecidas. Então antes de começar algo desse tipo pense bem nas conseqüências antes.

NÃO TEMAIS…ELE RESSUSCITOU! Mt 28.5-6

Jesus morreu! Que tragédia para aqueles discípulos. Provavelmente ficaram desolados. Aquele a quem eles seguiram, confiaram, acreditaram que era o Filho de Deus, morreu. Será que era mais um que estava enganando o povo? O que iriam fazer?

Mesmo Jesus estando tanto tempo com seus discípulos, provavelmente não entenderam como aconteceria tudo o que Jesus disse. Quando Jesus morreu, pensaram que tudo estava acabado. E tudo estaria acabado mesmo se Jesus não ressuscitasse. Mas não aconteceu assim, Jesus ressuscitou, Ele vive, assim como Ele prometeu.

Quando Maria e Maria Madalena, vão até o sepulcro, elas se deparam com um anjo sentado na pedra da entrada do túmulo, ele pede para que elas não tenham medo, pois Jesus, havia cumprido a promessa de ressuscitar, e estava vivo! Aquelas mulheres receberam a notícia que todos precisavam e queriam  ouvir, Ele vive!

Essa é a maior notícia, porque se Ele tivesse permanecido morto, a humanidade estaria morta, estaria condenada a passar toda a eternidade no inferno. Mas Ele não ficou na cruz, não ficou no túmulo, Ele vive!

Ainda hoje, esta é a maior notícia que alguém pode receber: não temais, você não vai passar a eternidade no inferno, Jesus vive, Ele venceu a morte, para você ter a vida eterna. Não há nada maior do que isso.

Contemos isso a todos, de pressa, anunciemos que Jesus vive, e por isso nós também viveremos, não uma simples vida, mas viveremos para toda a eternidade, em perfeição ao seu lado. Amém.

 

Em busca da Sabedoria.

Em várias fases de idade,temos objetivos e questionamento diferentes.
Quando se é criança, tudo gira em brincar e ser feliz, as vezes quando se ouve um não fica parecendo a pior coisa do mundo. Mas em segundos parece nada ter acontecido.
Adolescentes – o mundo dos sonhos , tudo fácil,não existe perigo,e ninguém sofrerá consequência.O que poderá em muitos casos trazer grandes consequências.

Passamos a  maior idade e com ela as necessidades , responsabilidades, necessitamos  de conquistas, de realizações. A busca pelo ter e ser capaz se torna intensa. Procuramos manter física e financeiramente estabilizados, tendo posses para nos prepararmos para nova fase da vida.  Passamos também por transformações de carências, baixa estima. Mas entendemos que são fases de transformações para maior capacidade.

Quando chegamos a maior idade,vemos as pessoas,situações de outra forma. Com Sabedoria. Com cautela mas não temos como convencer aos de outras idades o que fazer. Em alguns casos temos uma tranquilidade financeira, mas não se tem saúde e disposição para viver o que tanto buscou por toda vida,e não mais o fará.

Portanto o único conselho e espero que alguém que ler pense no assunto. Simplesmente viva e sorria, pois a fase da vida são longas e rápidas ao mesmo tempo e nunca se poderá dizer vivi intensamente.

 

Reflexões…

Não sou normal. Sou diferente. Mas é normal ser diferente, pois todos somos. E esta, inclusive, é a única semelhança comum a todos, quanto a sua personalidade. É tão normal ser diferente, que achamos especial, ou mesmo diferente, quando nascem gêmeos idênticos. Mas, ainda assim, há diferenças entre eles. Não há grupo algum de pessoas perfeitamente iguais entre si, por isso, todos os ‘grupos’ são iguais entre si. Nenhum é especial em relação ao outro.

Me vêm agora, lembranças de quando Te conheci de verdade… Estava fraco, caindo, não sei nem dizer o que seria de mim. Na verdade, acho que estava morrendo. Mas quer saber? Quero mais que aquele meu ‘eu’ esteja morto lá no ontem mesmo, para que no novo tenha todo o espaço disponível para Você, para que possa preencher inteiramente. Hoje, continuo conhecendo-Te gradativamente, porém quanto mais conheço, menos Te compreendo e quanto menos Te compreendo, mais Te exalto e quanto mais Te exalto, mais me dá forças e ânimo para prosseguir em Te conhecer.

Quando você permitir que o amor corra naturalmente pelas suas veias, perceberá que o mal é só o menor dos detalhes. Aliás, o mal é ainda menor do que os detalhes. Precisa-se, ainda, compreender que o amor não é algo seletivo; não faz acepção. Ele é como se fosse um par de óculos que colocamos entre nossa visão e o que vemos, para, a partir dele, procurarmos enxergar ao outro não com um julgamento míope, mas como alguém que precisa de alguma ajuda e que nós podemos fazer algo por este.

No meio da escuridão, lentamente o seu rosto se revela e seu olhar corta as sombras com uma luz ofuscante de forma tal que me faz despertar de um sono profundo. Vejo esperança no fundo de seus olhos e sinto forças pra continuar… Mesmo que pareça estar tão distante, me sinto cada vez mais próximo, pois a cada passo que dou para perto de ti fico a um passo mais longe daquele medo que tinha e de toda aquela incerteza. Sei, sou apenas um louco e sou o menor deles, mas contigo me sinto alguém, olhar para ti me trás de volta a lucidez, me faz tornar à razão. As palavras voltaram para mim e passaram a fazer sentido agora. Todo esse tempo não foi perdido, eu entendo agora que eu estava apenas esperando por você.

O que diferencia o forte do fraco, não é a ausência ou a presença do erro, mas sim a atitude tomada depois de cometê-lo.

Debut

Trabalho, família, diversão, sexo, tudo, simplesmente tudo e mais um pouco está corroído. A decadência é como o câncer. O bombardeio destrutivo da radiação é só o começo… Mas o que é decaído hoje, sempre foi decrépito. Mas o problema não é só com aquele que  está em queda livre! É preciso visão de conjunto.

Por isso aos jovens, alguns bem jovens ainda, é dada a droga e o rock (pode ser outro tipo de “música” também) – hoje podem ser até adquiridos separadamente – para que sejam eles os verdugos de si mesmos – sempre é uma economia para o “sistema”. Há então um MOTIVO para morrer. As pessoas não procuram um motivo para VIVER. Viver é fácil. Os insetos vivem, as estrelas vivem. As pessoas querem um motivo para MORRER. “Morrer pela pátria é glorioso”, “é doce morrer no mar”… E essa violenta penetração em si mesmo, feita pelos antros mais escuros da consciência, numa ânsia rimbaudiana de auto-destruição se encaixa como um luva nas mãos delicadas dos jovens e adolescentes, e quanto mais sensível (e quase todos eles são antenas delicadíssimas) mais profundo é o mergulho e mais difícil a emersão. Raros são os que voltam. Menos ainda os que voltam sem sequelas.

Por isso e por outras coisas é que as guerras se sucedem, uma geração atrás da outra e por isso os soldados são bem jovens. Porque ter um motivo para morrer é mais típico de quem não quer encarar um prosaico motivo para viver. E os jovens naturalmente são muito arrogantes.

Mas hoje parece que respiramos os vapores da ressaca da auto-imolação. Não se toca no assunto diretamente. A morte que abreviava a entrada no mundo “adulto” não é mais cortejada como antes. Rimbaud, Baudelaire, Jim Morrison, Silvia Plath e muitos, muitos outros não influenciam tanto como antes. O mito do auto-sacrifício principalmente de viés artístico desapareceu. Se não há motivo para viver, também não há bons motivos para morrer. Nada parece valer mais a pena. O romantismo acabou? (Aliás, alguma vez ele existiu?) Isso não parece importar nem um pouco aos jovens. O “profano-sagrado” nem profano é mais.

E isso seria uma boa nova se a nova ordem não fosse pior…

As máscaras caíram. A névoa se dissipou. Não há mais romance. Não há mais motivo. Apenas o arrastar ruidoso de pés descuidados que não sabem onde pisar.

Aos jovens formais e informais de hoje é dado o consumismo do próximo. Como um eco surdo do capitalismo imediatista da internet e das vitrines de shopping, as pessoas se relacionam para consumir umas às outras. Estão todas sós em busca do primeiro pescoço para se agarrar e sugar. Dizem que amam, odeiam, na fugacidade de um vaga-lume. Nem as lágrimas que derramam – e que sempre podem ser postadas no Facebook ou virar hit no Youtube – são verdadeiras.